quinta-feira, 21 de dezembro de 2006

O dia de hoje

Faz hoje 16 anos que tive o pior dia da minha vida. Ainda era novo, mas o facto de ver as pessoas todas a chorar numa altura em que é normal a festa por casa fez-me perceber. Faz hoje 16 anos que perdi uma das pessoas mais importantes da minha vida. Dos poucos momentos que me lembro que passei com a pessoa, foram sempre bons. Nunca falei sobre assuntos sérios ou sobre dúvidas que pudesse ter, pois nunca as tive. No entanto, já por inúmeras vezes, após a sua partida, me apeteceu dissipar todas as dúvidas que tinha e não pude. Tenho que ser sincero que por muitas vezes sinto saudades tuas e da tua maneira de ser.
Durante estes 16 anos encontrei uma pessoa que, em certas situações, me faz lembrar a tua maneira de ser. Um dos que faz recordar mais é o riso tinham, alto e que se ouvia ao longe. Riso esse que até era criticado pelos pais de cada uma das pessoas, que chegavam a repreender. Num dos casos cheguei a ver, no outro infelizmente, nunca tive a oportunidade. Faz hoje 16 anos que um desastre de viação tirou a vida a uma pessoa e aleijou outras 4. Numa vinda das compras para o Natal desse ano, uma caixa de fruta fez com que o desvio da dita cuja fosse mortífera para um dos ocupantes, fazendo com que o Natal dessa família não fosse de alegria.
Já o escrevi uma vez e volto a escrever, é por esta situação e por outras que gosto menos deste mês.
Post dedicado à minha falecida mãe, que morreu no dia 21 de Dezembro de 1990 e uma outra pessoa que por muitas vezes me faz lembrar a minha mãe.

2 comentários:

Fmxgirl disse...

Estou contigo amigo.. não sei o que é perder alguem, como a nossa propria mae, mas prefiro nao imaginar. estou aqui para tudo o que precises***

david santos disse...

Olá, Inter.
Grande texto.
Parabéns.



referer referrer referers referrers http_referer